Livros para Criança que Estou doida pra Comprar

Oi meus amores! To sumida, eu sei. A vida está uma loucura com a neném aqui em casa. Mas isso é Papo para outro post. Hoje eu vim falar com vocês sobre alguns livrinhos que eu estou doida para comprar pra minha filha. Ela ainda não tem idade, mas pretendo ler pra ela de vez quando.

Eu me apaixonei por esses livros pelo simples fato de que são clássicos da nossa literatura. Acho super importante que ela esteja em contato com essas coisas ainda mais pelo fato de que moramos fora do país. Quero que ela conheça e saiba o máximo possível da cultura brasileira, da cultura dela.

Se você clicar .em cima da imagem, será redirecionado para ter mais informaçōes sobre o livro..

 

No livro, a boneca de pano mais famosa da literatura brasileira conta com a ajuda do sábio Visconde de Sabugosa para montar um livro de memórias. Misturando fatos reais e invenções, Emília filosofa sobre a vida e a morte, expressa suas visões de mundo e dá palpites sobre todos os assuntos do Sítio. Além disso, relembra suas aventuras com o anjinho da asa quebrada, com Popeye e o Capitão Gancho e a visita aos estúdios da Paramount Pictures, em Hollywood. Para saber mais, clique aqui.

 

Livros para Criança que Estou doida pra Comprar - o saci - monteiro lobatoUm clássico da literatura infantil, ”O saci” resgata no nosso próprio folclore o mito da figura enigmática de um duendezinho de uma perna só que entrou para o imaginário da infância brasileira. O universo de personagens como Pedrinho, Narizinho e Emília é retratado com as primeiras ilustrações das obras, resgatadas nessas edições especiais. A narrativa revela lendas curiosas sobre o nascimentos dos sacis, histórias sobre a mula sem cabeça, o lobisomem, o boitatá, o Negrinho do Pastoreio, a Cuca, e a sereia Iara. O saci parte da curiosidade de Pedrinho, neto de Dona Benta, que costuma passar as férias no Sitio do Picapau Amarelo, a respeito de um ser da floresta que está sempre com um gorro vermelho e fumando cachimbo. Destemido, o garoto não tem medo de urutus, onças, vespas nem de cobras, mas descobre seu pavor de Saci. Porém, Pedrinho decide enfrentar seus medos e pede ajuda ao sabido Tio Barnabé, um negro de mais de oitenta anos que mora em um rancho coberto de sapé. Impressionado com as revelações de Barnabé sobre as travessuras do Saci, o menino passa a só pensar no duende e a enxergá-lo por toda a parte. Um dia, toma coragem e resolve pegar um. De maneira surpreendente, o encontro com o saci se torna muito mais do que a prova da coragem de Pedrinho, e se transforma em uma grande amizade permeada por conversas sobre a vida, ao lado de seres fantásticos do folclore brasileiro. Para saber mais, clique aqui.

 

Livros para Criança que Estou doida pra Comprar - pedrinho - monteiro lobatoNo vasto universo mágico imaginado por Monteiro Lobato – em que bonecas de pano ganham vida, sabugos de milho são sabidíssimos e porcos portam títulos de nobreza —, talvez este Caçadas de Pedrinho seja um dos livros mais completos.

A caçada da onça, o contra-ataque dos animais unidos, a descoberta e o convívio com o rinoceronte fazem com que a aventura seja plural, e traga tudo que faz dos livros de Monteiro Lobato peças inesquecíveis na infância de gerações sucessivas de brasileiros. Publicado originalmente em 1933, Caçadas se mantém vivíssimo na imaginação de seus primeiros leitores e envolve igualmente os novos. Não há criança que não vibre com a aventura da turma, assim como não há adulto que não se sinta provocado por uma segunda (ou terceira…) leitura, em que se descobrem a crítica à burocracia do governo brasileiro, personificada deliciosamente na criação do Departamento Nacional de Caça ao Rinoceronte.

Nesta edição, reunimos quatro ilustradores preciosos, que contribuem tanto para reavivar a memória dos leitores mais antigos, como para que o convite à leitura aos mais jovens seja renovado e contínuo. Para saber mais, clique aqui.

 

Livros para Criança que Estou doida pra Comprar - narizinho - monteiro lobatoNão à toa Monteiro Lobato admitiu que, apesar do título dedicado a Narizinho, quem reinava mesmo nas histórias era Emília. Nem mesmo o autor mais respeitado de toda a literatura infantojuvenil brasileira conseguia dominar as peraltices da boneca de pano nas dezenas de aventuras povoadas da mais rica mitologia nacional.

Conhecido como a locomotiva do comboio da saga do Picapau Amarelo, Reinações de Narizinho reúne as onze histórias que Lobato começou escrevendo em 1920. Surgem ali Narizinho, Pedrinho, o Visconde, Rabicó, Tia Nastácia, e, claro, Emília, que comanda todas as travessuras em um misto de realidade e fantasia, trazendo à cena personagens clássicos da literatura infantil mundial, como Cinderela, Branca de Neve, o Gato Félix, todos ilustres convidados de cada uma das festas. Na nova edição, destacam-se a manutenção da sintaxe e do vocabulário do original de 1931, o que resultou em uma preciosa e necessária referência para os debates lobatianos dos tempos atuais.

O projeto gráfico de Mayumi Okuyama acompanha de perto essa viagem no tempo e dialoga com as edições anteriores da Globo Livros, seja na tipografia ou nas ilustrações. A consultoria do pesquisador Vladimir Sacchetta, um dos pioneiros na cruzada pela valorização dos personagens tipicamente brasileiros de Lobato, enriqueceu uma edição que vai servir de referência tanto ao iniciado em assuntos lobatianos como àquele que está dando seus primeiros passos nas obras do mestre.

Um clássico do faz-de-conta, na mesma medida que um Esopo ou um La Fontaine, Reinações de Narizinho ainda reina quando pensamos no projeto de uma literatura infantojuvenil nacional. Encontram-se ali os personagens que povoam nosso imaginário há tanto tempo, reunidos integralmente em um único volume, e que nos ensinaram e continuam ensinando a aprender brincando, instigando a curiosidade que é própria da infância e despertando o gosto pela leitura e pelo conhecimento. Para saber mais, clique aqui.

E agora é isso meus amores! Lá vou eu às compras!

Depois me contem o que acharam do post e dos livros aí nos comentários! Mil e um beijinhos

Deixe uma resposta