A Garota Dinamarquesa (The Danish Girl) – Resenha Crítica 

A Garota Dinamarquesa - banner

A Garota Dinamarquesa - poster

Sinopse:

A Garota Dinamarquesa – Cinebiografia de Lili Elbe (Eddie Redmayne), que nasceu Einar Mogens Wegener e foi a primeira pessoa a se submeter a uma cirurgia de mudança de gênero. Em foco o relacionamento amoroso do pintor dinamarquês com Gerda (Alicia Vikander) e sua descoberta como mulher.

A Garota Dinamarquesa – COMENTÁRIOS SEM SPOILER:

Antes de mais nada preciso avisar que chorei o filme inteiro. Não sei se me pegou em um momento sensível, só sei que foi o que aconteceu. A história é sobre amor. Simples e puramente amor. E coragem.Durante o filme você vai acompanhar de perto o caminho de auto conhecimento de Einar até chegar a Lili. Mostra muito bem tudo por que o pintor passa na descoberta do seu verdadeiro eu. E a história é linda!! Vale muito a pena assistir! Mas se você é de chorar muito, pense algumas vezes antes de ir ao cinema Huaha. O filme é lindamente feito e os atores absolutamente perfeitos! O meu preferido até agora! E na minha opinião, impossível não se emocionar. A Garota Dinamarquesa, indicado para Oscar por melhor figurino, Eddie Redmayne indicado para melhor ator e Alicia Vikander para melhor atriz coadjuvante. Merecia muito ganhar todos! Mas acho que o Eddie não ganha melhor ator, uma vez que já ganhou ano passado, mas merecia, e merecia muito!!! Alicia é minha preferida para melhor atriz coadjuvante, com certeza!

Lançamento 11 de fevereiro de 2016 (1h59min)
Dirigido por Tom Hooper
Com Eddie RedmayneAlicia VikanderBen Whishaw mais
Gênero Drama , Biografia
Nacionalidade EUA , Reino Unido , Alemanha
Indicações ao
Oscar 2016
Melhor figurino
Eddie Redmayne melhor ator
Alicia Vikander melhor atriz coadjuvante

 

A Garota dinamarquesa – COMENTÁRIOS COM SPOILER:

Gente, me apaixonei pelo casal logo no começo do filme. Ver ele se desfazendo foi muito triste pra mim, pois eles eram muito lindos juntos e estavam tentando ter um bebê! Mas bem, com o desenrolar do filme, o amor não vai embora e aquela cumplicidade continua ali, mas agora muda, são melhores amigas. De um jeito ou de outro, o casal que eu tinha tanto gostado, acabou. Senti saudades e fiquei triste. Com o desenrolar da história você consegue muito bem ver como ele luta consigo mesmo para resolver seus problemas e duvidas internas. Mas ele foi bem firme em sua decisão e em se assumir. Einar viu que era Lili e que não poderia mais viver como homem. Gerda sofre muito, afinal perdeu o amor da sua vida, mas o amor não some dali e o apoio que ela dá a Lili é perfeito, muito lindo! Logo vê-se que o amor ali e incondicional. Bom, se eu já não estivesse chorando o filme inteiro, teria morrido de chorar no final. Mas em certo ângulo, foi um final feliz, pois pelo menos ela morreu inteira, como deveria ter nascido e como se sentia por dentro. Morreu feliz. Gostei de terem posto a parte que Lili apanha no meio da rua, pois mostra bem o preconceito, mas me deu muita dó! E eu quase tive um treco quando resolveram tratá-lo com radiação! Cacilda! Conseguiram um tratamento ainda pior que a eletrochoqueterapia! Surreal! Depois daquilo, aí mesmo que ele nunca conseguiria ter bebês, pelo menos não normais Huaha. Cruzes. Fiquei chocada. Ainda mais quando você lembra que o filme é baseado em fatos reais. Ai mesmo que eu chorava uahua. Mas eu amei imensamente o filme e agora, diferente das outras resenhas, vou deixar mais umas imagens do filme aqui. Por que eu achei todas muito lindas e especialmente essa que tem a frase: “Find the courage to be yourself” (Encontre a coragem para ser você mesmo). E foi exatamente o que ela fez.

A Garota Dinamarquesa - banner 2

A Garota Dinamarquesa - banner 3

É isso gente,  A Garota Dinamarquesa, é com certeza o meu filme queridinho do Oscar. É isso meus amores, essa foi a minha impressão do filme. Vou falar a mesma coisa que faleiem todos os outros, por favor, não joguem pedras, não me xinguem se tiverem uma opinião diferente uhaua.  Deixem nos comentários o que vocês acharam, no que discordam, nos que concordam. Quero muito saber a opinião de vocês!

Mil e um beijinhos e até a próxima!!

FanpageInstagramTwitterSkoob Bloglovin

Sinopse e Ficha Técnica: Adorocinema

Related Posts
deixe um comentario3

A Grande Aposta – Resenha Crítica 

Banner-A Grande ApostaA grande aposta

Sinopse

A Grande Aposta – Michael Burry (Christian Bale) é o dono de uma empresa de médio porte, que decide investir muito dinheiro do fundo que coordena ao apostar que o sistema imobiliário nos Estados Unidos irá quebrar em breve. Tal decisão gera complicações junto aos investidores, já que nunca antes alguém havia apostado contra o sistema e levado vantagem. Ao saber destes investimentos, o corretor Jared Vennett (Ryan Gosling) percebe a oportunidade e passa a oferecê-la a seus clientes. Um deles é Mark Baum (Steve Carell), o dono de uma corretora que enfrenta problemas pessoais desde que seu irmão se suicidou. Paralelamente, dois iniciantes na Bolsa de Valores percebem que podem ganhar muito dinheiro ao apostar na crise imobiliária e, para tanto, pedem ajuda a um guru de Wall Street, Ben Rickert (Brad Pitt), que vive recluso.

A Grande Aposta – COMENTÁRIOS SEM SPOILER:

O filme é muito bom, apesar de confuso no início. Meio estilo documentário, mas não é chato como um huahua. Ele é razoavelmente técnico, mas você consegue entender o que eles estão falando, eles explicam. Você vai acompanhando a história e percebendo o quão bizarra é a situação e como as pessoas estavam cegas. A história é interessante e importante e nos ajuda a entender o que e como aconteceu. Gostei bastante do filme. Indicado para melhor filme, Adam McKay para melhor diretor e Christian Bale como melhor ator coadjuvante.

Lançamento 14 de janeiro de 2016 (2h11min)
Dirigido por Adam McKay
Com Christian BaleSteve CarellRyan Gosling mais
Gênero Drama , Comédia Biografia
Nacionalidade EUA
Oscar Melhor filme
Adam McKay para melhor diretor
Christian Bale como melhor ator coadjuvante

A Grande Aposta – COMENTÁRIOS COM SPOILER:

Gente, a primeira coisa que eu preciso comentar é que simplesmente AMEI as pessoas famosas explicando as partes completamente técnicas e confusas do filme! Sério. Perfeito. A da Selena Gomez foi a melhor é altamente esclarecedora Huahau.O personagem do Steve Carell estava muito bom no filme, o meu preferido. Outra coisa que preciso falar é sobre o comentário do personagem do Brad Pitt foi muito bom, dando uma lição nos meninos. Eles estavam ficando ricos, isso era muito bom, mas pelo mesmo motivo, muitas pessoas estavam ficando pobres, perdendo suas casas, empregos e tudo o mais. Então assim, você pode ficar feliz, mas não tanto huha. Mas sinceramente, acho que eu estaria fazendo a mesma dancinha dos meninos, mas também me sentiria absolutamente culpada depois do comentário. A conclusão que eu tirei do filme é muito simples: as pessoas só ligam pro dinheiro, e pro próprio dinheiro eu devo dizer. Doa a quem doer.

É isso meus amores, essa foi a minha impressão do filme. Vou falar a mesma coisa que faleiem todos os outros, por favor, não joguem pedras, não me xinguem se tiverem uma opinião diferente uhaua. Deixa nos comentários o que vocês acharam, no que discordam, nos que concordam. Quero muito saber a opinião de vocês!

Mil e um beijinhos e até a próxima!!

FanpageInstagramTwitterSkoob Bloglovin

deixe um comentario3

Joy: O Nome do Sucesso – Resenha Crítica

Joy: O Nome do Sucesso Banner

583171.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

Sinopse

Joy: O Nome do Sucesso – Criativa desde a infância, Joy Mangano (Jennifer Lawrence) entrou na vida adulta conciliando a jornada de mãe solteira com a de inventora e tanto fez que tornou-se uma das empreendedoras de maior sucesso dos Estados Unidos.

 

COMENTÁRIOS SEM SPOILER:

Agora vem uma curiosidade, que eu tenho certeza que muitos de vocês não sabia. Joy: O Nome do Sucesso, é baseado em fatos reais. O que deixa tudo mais legal ainda!! Eu fui para o cinema com a impressão de que seria um drama, daqueles de chorar e tudo o mais. E o melhor é que para a minha surpresa, foi o oposto disso. O filme é drama? É. Mas é muito leve! E engraçado em alguns momentos chave, o que deixa ele muito bom de assistir e você sai do cinema leve. E não pesado. Gostei bastante. É uma história de perseverança. Joy é uma mulher, americana, que faz de tudo para conseguir dar uma vida melhor para a família dela e como é super criativa desde pequena, decide tentar um caminho apostando tudo o que tem e o que não tem um produto que inventa. Muitas e muitas coisas dão errado no meio do caminho, como já era de se esperar, senão o filme não teria história, até que ela surpreende a todos e se torna uma das empreendedoras de maior sucesso dos Estados Unidos. É muito bom!! Super recomendo!!! Agora siga lendo se você quiser ver os comentários COM Spoiler, esta logo após a ficha técnica. Se não, pare por aqui.

FICHA TÉCNICA:

Lançamento 21 de janeiro de 2016 (2h4min)
Dirigido por David O. Russell
Com Jennifer LawrenceRobert De NiroBradley Cooper mais
Gênero Biografia , Drama , Comédia
Nacionalidade EUA
Indicações o Oscar Jennifer Lawrence indicada para a melhor atriz.

COMENTÁRIOS COM SPOILER

Não tenho mais muito o que falar sobre o filme, só alguns comentário sobre momentos específicos. A vida dela era uma zona. Ok, consenso geral. Fiquei impressionada no filme com a falta de apoio da família dela e como eles só dificultavam ao invés de ajudar. Fiquei assim pelo simples fato de que muitas vezes na vida real é assim mesmo que acontece, e muito poucos lugares mostram isso. Seja as pessoas querendo ajudar ou não, elas acabam piorando tudo! E eu tenho uma raiva infinita por gente que faz coisas em meu nome que eu não pedi e as coisas pioram por causa disso. Fiquei com vontade de socar todo mundo nessa parte do filme! uhahua Mas achei o máximo eles mostrarem isso!! Outra coisa, por que diabos sempre que alguma coisa da muito errado e uma mudança de atitude é necessária a mulher tem que cortar, pintar, fazer alguma coisa com o cabelo? Gente, eu não consigo entender isso! huahu. E nossa, ela foi muito corajosa para fazer o que fez no final e virou o jogo, não sei se é por que eu sou do Brasil, ou do Rio, mas eu ia ficar morrendo de medo de ser morta ali mesmo, naquela sala uhahua. Mas foi um ótimo final, e sendo baseado em fatos reais faz o final ser mais legal ainda!!! Amei muito. E uma coisa que eu gostei muito também, foi a amizade dela com o ex marido. Gente, isso é muito legal!! As pessoas deveriam tentar fazer isso mais vezes na vida real. Eles se amaram em algum momento e isso simplesmente não vai embora. As pessoas continuam se importando uma com as outras, ou pelo menos deveria ser assim sempre né… Enfim, isso aqui é sobre o filme e não sobre a vida. Então parei com a filosofia uhaua. Falando das indicações para o Oscar. A única desse filme é da Jennifer Lawrence para melhor atriz. E sinceramente? Foi bom, foi. Mas com as outras concorrentes, acho que não ganha não. Até por que, apesar de ser drama, não é o tipo de filme/atuação que ganha Oscar. Foi o que eu disse, o filme é leve. Mas, veremos. E adoro a Jennifer Lawrence, mas acho que dessa vez ela não ganha não.

É isso gente, essa foi a minha impressão do filme Joy: O Nome do Sucesso. Vou falar a mesma coisa que falei no The Revenant, por favor, não joguem pedras, não me xinguem se tiverem uma opinião diferente uhaua. Apesar de que dessa vez eu só falei bem né?! Deixa nos comentários o que vocês acharam, no que discordam, nos que concordam. Quero muito saber a opinião de vocês! Até por que, acho que falei até um pouco demais sobre momentos do filme na parte com Spoiler.

Mil e um beijinhos e até a próxima!!

FanpageInstagramTwitterSkoob Bloglovin

Sinopse e Ficha Técnica: Adorocinema

Related Posts
deixe um comentario3